Notícias

Violência com Trabalhadores, até quando?

Episódios de violência têm sido recorrentes, trabalhadoras e trabalhadores não têm culpa

No começo da semana, um vídeo viralizou nas redes, mostrando um casal quebrando guichês no aeroporto e ameaçando trabalhadores da GOL, por conta de problemas em um voo da companhia.

Primeiro é preciso ressaltar que nada justifica a violência.

Trabalhadoras e trabalhadores estão ali, cumprindo uma determinada função.

Infelizmente, é uma prática que tem sido recorrente, cada vez mais as pessoas tem se irritado com problemas ou atrasos e, nós, trabalhadoras e trabalhadores, não podemos pagar pela má gestão da companhia, pela falta de treinamento adequado ou, ainda, por incapacidade da companhia em atender à demanda.

O ocorrido é reflexo de falhas existentes na organização e política da empresa. Os trabalhadores seguem protocolos e ficam sujeitos às intempéries devido a sua exposição e posição de conexão entre companhia e passageiros.

Nossa direção fez os encaminhamentos necessários para a companhia e aguarda uma posição oficial.

Confira abaixo o trecho de nossa última live, onde Rodrigo Maciel, presidente do SINDIGRU, falou um pouco sobre o episódio:

Atualização

No início da noite desta sexta-feira, 05 de novembro após o lançamento de nossa matéria, a Companhia confirmou encontro com o SINDIGRU, a ser realizado na próxima segunda-feira, dia 08 de novembro, pra tratar dos assuntos referentes às agressões sofridas por trabalhadoras de nossa categoria. Acompanhem os comunicados oficiais através de nossos canais para mais informações.

Adicionar Comentários

Clique aqui para publicar o seu comentário

Abrir o chat
Precisa de ajuda?