Sindigru

 

O SINDIGRU foi fundado após a criação do aeroporto. Mas a aviação comercial no Brasil é bem mais antiga. Ela tem início na década de 1920, e a organização sindical no setor aéreo, em 1940.

Muitas foram as conquistas obtidas pelo Sindicato ao longo desses anos, e a maioria delas está expressa na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), renovada ano-a-ano, que garante reajustes nos itens econômicos e melhorias nos direitos sociais para a categoria aeroviária.

Em 2005, os aeroviários de Guarulhos integraram um movimento nacional pela reestruturação do setor aéreo, em meio à crise das companhias Varig e Vasp. As manifestações, coordenadas pela FENTAC/CUT, foram realizadas nas principais capitais do País e no Fórum Social Mundial, em Porto Alegre.

O objetivo era apresentar ao governo federal propostas de mudanças nas políticas para o setor, a fim de evitar o fim das operações das companhias.

Os trabalhadores do setor também lutaram pela desmilitarização do órgão de regulação (antigo DAC), que foi substituído pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). E lutam, hoje, pela manutenção dos empregos, contra as medidas autoritárias impostas pela Agência, como a abertura dos céus brasileiros, pela manutenção dos aeroportos sob administração da Infraero, pela redução da jornada sem redução de salários, dentre outras lutas.