Notícias

Aerus: 1500 aposentados vão às ruas cobrar cumprimento da decisão judicial

Em São Paulo, foi entregue um manifesto à chefe de gabinete da presidência da República, Nilza Fiuza, que assumiu o compromisso acelerar o processo

Mais de 1500 aposentados aeronautas, aeroviários e participantes do Fundo Aerus (Fundo de Pensão dos Trabalhadores das extintas companhias aéreas Varig e Transbrasil, entre outras) fizeram atos de protestos nesta quarta-feira (8) nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba Florianópolis e Recife.

A manifestação chamou a atenção da sociedade para que o governo Dilma cumpra a decisão judicial do desembargador federal, Daniel Paes Ribeiro, do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região (TRF-1), publicada no dia 26 de setembro, que determina que a União (governo federal) e o Instituto Aerus  “mantenham os pagamentos de complementação de aposentadorias, pensões e auxílios-doença na exata forma como ocorriam às vésperas da liquidação dos denominados Planos Varig e Transbrasil, ocorridas em 2006, a partir de aportes mensais da União ao Aerus nos valores necessários”.

Também cobraram o pagamento da defasagem tarifária aos trabalhadores da Varig – determinado pela Justiça.  “Esta é a terceira decisão da Justiça favorável a nós. Em razão da falta deste pagamento, muitos aposentados estão doentes, não têm condições de pagar um convênio, e passam sérias dificuldades financeiras. Nossa luta dura oito anos e até agora mais de 1200 colegas morreram. O governo pode evitar este genocídio, pagando as nossas pensões, que estão asseguradas pela Justiça”, Lourival Honorato, representante da Comissão do Aerus, em São Paulo.

Os atos foram organizados pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (FENTAC/CUT), pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA/CUT) e pelas Comissões Estaduais.

Presidência da República

Em São Paulo, o ato aconteceu no vão livre do MASP, na Avenida Paulista, e reuniu 200 aposentados. Depois eles caminharam até a sede da presidência da República, na Paulista.

Uma comissão de aposentados do Aerus entregou à chefe de gabinete da presidência da República, Nilsa Fiuza, um manifesto à presidenta Dilma Rousseff e ao vice-presidente, Michel Temer, pedindo que o governo cumpra a decisão judicial. “A recepção foi boa. Ela assumiu o compromisso de encaminhar o nosso pedido à presidenta e ao ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, e disse que acompanhará  pessoalmente a nossa causa. Deixamos claro que só queremos que a decisão seja cumprida”, disse Honorato.

Nilza Fiuza, chefe de gabinete, disse que a luta dos aposentados Aerus é nobre e informou, que, muitas vezes, entraves burocráticos impedem a solução rápida de vários problemas. “Fiquem certos de que a presidenta dará atenção ao caso de vocês, assim como eu buscarei acelerar no que for preciso. Esta luta de vocês passa agora a ser minha também”, enfatiza.

O manifesto será entregue à presidenta Dilma e ao Ministro da Previdência, Gabas, nesta quinta-feira (9). A chefe de gabinete se comprometeu em dar uma resposta sobre o andamento do caso Aerus na próxima semana.

Redação da FENTAC/CUT

 

Adicionar Comentários

Clique aqui para publicar o seu comentário

Precisa de ajuda?