Campanha Salarial: Empresas aéreas desmarcam rodada de quinta-feira (3). Negociação segue no dia 9 de novembro

Nesta rodada, FENTAC cobrará do SNEA uma posição sobre o reajuste salarial e a resposta sobre as cláusulas sociais que os sindicatos propõem melhorias

Por: Viviane Barbosa, da Redação Sindigru - Publicação: 01/11/2016

A FENTAC/CUT e os sindicatos filiados dos aeroviários e aeronautas continuam a rodada de negociação da Campanha Salarial com o Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (SNEA), no dia 9 de novembro, às 11h, na sede da entidade patronal, em São Paulo. A rodada prevista para esta quinta-feira (3) foi desmarcada a pedido das empresas.

Na primeira negociação, realizada no dia 27 de outubro, o  presidente da FENTAC, Sergio Dias, não gostou da resposta negativa das empresas que se recusam a negociar as reivindicações de cláusulas sociais novas propostas pelos sindicatos, que visam melhorar as condições de trabalho e saúde dos trabalhadores na aviação e não apresentam custos para as companhias. (Abaixo)

O sindicalista pediu para que as empresas façam uma nova reflexão e se posicionem também  sobre os reajustes nas cláusulas econômicas na próxima rodada, agendada para o dia 9 de novembro. 

“Entregamos as nossas pautas em 15 setembro. Pleiteamos o INPC, da nossa base de 1º dezembro, e mais 5% de aumento real. Entramos em novembro, mês da nossa data-base, e é frustrante ouvir das empresas que não têm nenhuma posição sobre a pauta econômica”, relata. 

A diretora da FENTAC e do Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA), Selma Balbino, falou que as empresas estão indo por um caminho equivocado. “Estamos começando mal. O ambiente no Brasil não é bom para ambas as partes. As reivindicações de novos direitos estão relacionadas com a qualidade de vida dos trabalhadores, assunto muito sensível na aviação. Espero que seja uma mera impressão, caso contrário, terá reação”, frisa.

Selma falou que é fundamental para equilibrar o debate adotar o exercício da criatividade. “Temos que fazer isso e colocar na ordem do dia”.


Cláusulas pré-existentes (em vigor) nas CCTS 

Com relação aos direitos em vigor nas Convenções Coletivas de Trabalho (CCT) dos Aeroviários e Aeronautas, a FENTAC e os sindicatos filiados apresentaram redações para atualizar e melhorar os direitos de acordo com a realidade das categorias.

O SNEA propôs uma “metodologia” de negociação, ou seja, selecionou um rol de cláusulas de ambas Convenções nas quais os trabalhadores têm interesse em negociar; que empresa e sindicatos querem modificar e os direitos que somente as empresas querem mexer.

Nesta rodada do dia 9 de novembro, a FENTAC e os sindicatos filiados cobrarão, além de uma posição sobre a pauta econômica dos trabalhadores, uma resposta sobre as cláusulas sociais em vigor nas CCTs nas quais os aeroviários e aeronautas propõem melhorias nas suas redações.

 

Calendário de rodadas FENTAC e SNEA
A próxima rodada prevista para esta quinta-feira (3) foi desmarcada pelo SNEA. Ficou mantida a data do dia 9 de novembro, às 11h, em São Paulo. Também estão agendadas rodadas para os dias:  17, 24 e 30 de novembro. O horário será, às 11h, na sede da entidade patronal. 

 

Calendário de rodadas FENTAC e SNEA
A próxima rodada prevista para esta quinta-feira (3) foi desmarcada pelo SNEA. Ficou mantida a data do dia 9 de novembro, às 11h, em São Paulo. Também estão agendadas rodadas para os dias:  17, 24 e 30 de novembro. O horário será, às 11h, na sede da entidade patronal. 

Principais reivindicações da Campanha Salarial 2016/2017 da FENTAC/CUT:

Reposição integral da inflação da data-base, 1º de dezembro, e mais 5% de ganho real (produtividade)
Garantia do nível de emprego nas bases da FENTAC
Manutenção dos direitos nas Convenções Coletivas de Trabalho
Ampliação e melhorias nos direitos econômicos e sociais
Data-base: 1º de dezembro 

Entrega de pautas ao SNEA: 15 de setembro 

Aeroviários (reivindicações-sociais - que trabalham no chão do aeroporto: agente de check-in/atendimento, auxiliar de serviços gerais, mecânicos de aeronaves, agente de proteção/bagagem, operador de equipamentos, entre outros)

Auxílio maquiagem para as aeroviárias;
Garantia de emprego ou salário à empregada que sofrer aborto;
Licença Maternidade de 180 dias para mães adotantes e melhorias nos direitos para as mães aeroviárias;
Garantia de creche ao pai  aeroviário (a) e/ou escola infantil;
Apuração da ocorrência de assédio moral, sexual, homofobia e discriminação; Desenvolvimento de Campanhas de Conscientização;
Ausência abonada para os aeroviários atletas;
Subsídio no valor de 100% para os medicamentos receitados em decorrência de acidentes de trabalho;
Garantia de acomodação individual para todo aeroviário quando pernoitando fora de sua base contratual a serviço;
 

 

Comunicação do SINDIGRU/CUT

Jornalista Responsável: Viviane Barbosa Mtb-28121
Redatora: Vanessa Barboza Mtb-74572
Mídia Consulte: 55 + (11) –3136-0956 - 9+6948-7449
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br


Últimas Notícias

Confira as principais reivindicações dos aeroviários

21/09/2018 - Destaque

O Sindigru lutará pela reposição da inflação integral acrescida de ganho real de 2%; 10% nos demais itens econômicos e pela melhoria e inclusão de cláusulas sociais que melhorem as condições de trabalho, saúde, proteção, segurança e assegurem qualidade de vida

Sindigru entrega pauta de reivindicações dos aeroviários para o SNEA

21/09/2018 - Destaque

O mote da Campanha neste ano é “#Abrace esse Compromisso: Lutar, Ampliar e Conquistar”

Mulheres sindicalistas denunciam casos de assédio psicológico da Ethiopian Airlines no Aeroporto

18/09/2018 - Destaque

Em reunião, realizada na sede do Sindigru, empresa se comprometeu em averiguar os casos e dará um retorno

Após longa negociação, Latam atende pauta do Sindigru em favor dos trabalhadores demitidos

24/08/2018 -

Outro pleito negociado pelo Sindigru e aceito pela Latam é que todas as homologações serão assistidas pelo Sindicato

+

Convênios

Campanha Salarial

Fotos

Paralisação no GRU Airport contra demissão arbitrária de dirigentes do Sintaag

Vídeos

Facebook