Dia Nacional de Luta: Aeroportuários, aeroviários e aeronautas fazem ato no Aeroporto Salgado Filho

Categorias também protestaram contra a concessão de aeroportos públicos à iniciativa privada

Publicação: 29/05/2015
Foto: Imprensa Sina - Baixar Imagem

Aeroportuários, aeronautas e aeroviários realizaram protesto na manhã desta sexta-feira (29), no Aeroporto Internacional Salgado Filho, Porto Alegre (RS). A atividade foi organizada pela FENTAC/CUT e os sindicatos filiados. 

Os trabalhadores fizeram uma caminhada no Aeroporto e depois se concentraram em frente ao setor de desembarque de passageiros. A manifestação visa preservar os Aeroportos sob gestão da Infraero.

A paralisação fez parte do  Dia Nacional de Luta da CUT contra a terceirização irrestrita, as MPs 664 e 665, a retirada de direitos e em defesa da democracia. A mobilização também é organizada pelas Centrais Sindicais CTB, Intersindical, Conlutas, Nova Central, UGT e CSB.  

Redação FENTAC com informações do Sina 

Comunicação do SINDIGRU/CUT

Jornalista Responsável: Viviane Barbosa Mtb-28121
Redatora: Vanessa Barboza Mtb-74572
Mídia Consulte: 55 + (11) –3136-0956 - 9+6948-7449
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br


Últimas Notícias

Sindigru inaugura pousada na Praia Grande em outubro

16/08/2019 - Destaque

Associados e associadas interessados já podem fazer inscrições diretamente no Sindicato

Deputados aprovam MP que acaba com descanso aos domingos e horas extras

14/08/2019 - Linha Rápida

Ao contrário do que diz site da Câmara, CUT tentou tirar todos os itens trabalhistas da MP para impedir retrocessos e ataques ao direitos conquistados pela classe trabalhadora

Reforma: Confira as maldades que os deputados aprovaram no 2º turno de votação

12/08/2019 - Conexão

Eles mantiveram no texto-base restrição a quem recebe dois benefícios, por menor que sejam os valores, e contribuição de servidor aposentado que ganha mais de R$ 1.000,00

Trabalhador pode perder o direito de sacar saldo do FGTS quando for demitido

09/08/2019 - Destaque

A cilada da medida do governo Bolsonaro é que o trabalhador que aderir ao saque-aniversário perderá o direito de sacar tudo que tiver na conta quando for demitido sem justa causa, momento em que mais precisará

+

Campanha Salarial

Fotos

Paralisação no GRU Airport contra demissão arbitrária de dirigentes do Sintaag

Vídeos

Facebook