Campanha Salarial: FENTAC/CUT entrega comunicado de greve para as empresas aéreas

Greve dos aeronautas e aeroviários está mantida, a partir do dia 22 de janeiro, em todo o País. Não há nova rodada de negociação agendada com as aéreas

Publicação: 16/01/2015
Presidente da FENTAC, Sergio Dias, entrega o comunicado ao presidente do SNEA, Odilon Junqueira (Foto: Viviane Barbosa/Mídia Consulte) - Baixar Imagem

Após cinco horas de negociação tensa, não houve acordo entre a Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC), que representa 70 mil aeroviários e aeronautas em Campanha Salarial, e o Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (SNEA). A data-base das categorias venceu em 1º de dezembro de 2014. A reunião aconteceu na tarde de sexta-feira (16) na subsede do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), em Congonhas, São Paulo.

Dirigentes da Federação e dos sindicatos filiados apresentaram a proposta aprovada em assembleias dos trabalhadores, de 8,5% nos salários e nos demais benefícios. No entanto, a bancada patronal das aéreas recusou essa proposta, mantendo o índice de 6,5% e 7% nos vales-alimentação e refeição.

Diante do insucesso na rodada, a greve dos aeronautas e aeroviários está mantida a partir o dia 22 de janeiro (quinta-feira), das 6h às 7h da manhã em todos os aeroportos do País.

Não há nova rodada de negociação agendada com as aéreas.

Comunicado de greve

Em cumprimento à Lei de Greve (7.783/89), o presidente da FENTAC, Sergio Dias, entregou ao presidente do SNEA, Odilon Junqueira, os comunicados de greve assinados pelos presidentes dos sindicatos aeroviários de Guarulhos, Porto Alegre, Campinas, Recife, do Sindicato Nacional dos Aeroviários, que representa 22 estados, e do Sindicato Nacional dos Aeronauta. “Como não houve nova proposta a greve permanece. Os trabalhadores estão mobilizados ”, frisa Dias.

O direito à greve é assegurado pela Lei que permite aos trabalhadores a suspensão coletiva, temporária e pacífica, total ou parcial, de prestação pessoal de serviços a empregador.

Informe aos passageiros em rede nacional

A população tomou conhecimento da decisão de paralisação dos aeronautas e aeroviários por reajuste salarial digno e melhores condições de trabalho na quinta-feira (15), em informe publicitário que foi veiculado nos principais jornais do Brasil, rádios e tevês.

Além de esclarecer os motivos da greve, as categorias pedem a compreensão da sociedade e contam com o bom senso das empresas aéreas para que transtornos sejam evitados.

Reivindicações das categorias

Os aeronautas e aeroviários reivindicam 8,5% de aumento nos salários e nos demais benefícios (como vales-refeição e alimentação). As categorias também lutam por melhores condições de trabalho, pela criação de um piso para agente de check-in (para os aeroviários), bem como escalas que gerenciem a fadiga da tripulação e garantam a segurança de voo de todos. “Está nas mãos das empresas aéreas evitar o potencial caos aéreo no dia 22 de janeiro no Brasil”, alerta Dias.

Em Campanha

A data-base das categorias é 1º de dezembro e estão em campanha cerca de 70 mil aeronautas e aeroviários em todo o País. A base da Federação é representada pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA/CUT), pelos Sindicatos regionais dos Aeroviários de Guarulhos, Porto Alegre, Campinas, Recife e pelo Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA/CUT), que representa 22 estados.

Hotsite da Campanha
hotsite(www.aeronautaseaeroviarios.com.br) e www.fentac.org.br

Viviane Barbosa, Redação FENTAC e SINDIGRU - última atualização às 11h28 de 19/01/2015

Comunicação do SINDIGRU/CUT

Jornalista Responsável: Viviane Barbosa Mtb-28121
Redatora: Vanessa Barboza Mtb-74572
Mídia Consulte: 55 + (11) –3136-0956 - 9+6948-7449
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br


Últimas Notícias

Confira as principais reivindicações dos aeroviários

21/09/2018 - Destaque

O Sindigru lutará pela reposição da inflação integral acrescida de ganho real de 2%; 10% nos demais itens econômicos e pela melhoria e inclusão de cláusulas sociais que melhorem as condições de trabalho, saúde, proteção, segurança e assegurem qualidade de vida

Sindigru entrega pauta de reivindicações dos aeroviários para o SNEA

21/09/2018 - Destaque

O mote da Campanha neste ano é “#Abrace esse Compromisso: Lutar, Ampliar e Conquistar”

Mulheres sindicalistas denunciam casos de assédio psicológico da Ethiopian Airlines no Aeroporto

18/09/2018 - Destaque

Em reunião, realizada na sede do Sindigru, empresa se comprometeu em averiguar os casos e dará um retorno

Após longa negociação, Latam atende pauta do Sindigru em favor dos trabalhadores demitidos

24/08/2018 -

Outro pleito negociado pelo Sindigru e aceito pela Latam é que todas as homologações serão assistidas pelo Sindicato

+

Convênios

Campanha Salarial

Fotos

Paralisação no GRU Airport contra demissão arbitrária de dirigentes do Sintaag

Vídeos

Facebook