Sina e ITF promovem treinamento para coibir violência contra as mulheres trabalhadoras na aviação

A atividade acontecerá nos dias 7, 8 e 9 de maio, em Guarulhos

Por: Vanessa Barboza , Redação Sindigru - Publicação: 05/04/2018
divulgação - Baixar Imagem

Estima-se que 35% das mulheres em todo o mundo tenham sofrido em algum momento de suas vidas violência física/sexual, segundo  levantamento da ONU Mulheres feito em 2016.

Com a finalidade de alertar as trabalhadoras na aviação civil, o Sindicato Nacional dos Aeroportuários (SINA), com apoio da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC) e da ITF (Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes), vai promover nos dias 7, 8 e 9 de maio o evento “Treinamento de Defensoras das Mulheres”, no Monreale Hotel Guarulhos, São Paulo. O evento reunirá as  Aeroportuárias e Aeroviárias de  Guarulhos, Pernambuco, Porto Alegre, da base do Nacional de Aeroviários, e também Aeronautas.

O objetivo do Treinamento  é criar ambientes de trabalho e comunidades mais seguras, fornecendo apoio e recursos para as trabalhadoras que sofrem violência e assédio. Além disso, a iniciativa visa tomar medidas para salvaguardar a segurança da mulher, por meio dos Sindicatos e das empresas. 

Segundo a  Organização Internacional do Trabalho (OIT),  a violência e o assédio afetam seriamente a possibilidade das  mulheres se envolverem no local de trabalho. De acordo com relatório da OIT,  esse problema é um dos fatores que  diminuem a atratividade dos empregos no setor dos transportes para as mulheres e também limita a conservação de empregos nessa área. 

Sobre o Projeto 

O projeto batizado originalmente de “Women's Advocacy” teve início em 1993 no Sindicato dos Trabalhadores do Setor de Automóveis do Canadá. A meta era formar uma rede para identificar qualquer tipo de violência sofrida pelas mulheres no ambiente de trabalho, ou não, mas que traziam consequências e reflexos para essas trabalhadoras dentro das empresas.

Hoje a iniciativa é aplicada em vários países e cada país que já implementou o projeto busca realizar todas as parcerias possíveis com organizações de trabalhadores, governamentais e não governamentais que tenham como finalidade proteger as mulheres vítimas de violência. 

Agora  o projeto pretende atender a América do Sul e inicialmente será desenvolvido no Brasil e Peru. “A realização desse Treinamento por nós, mulheres, e para nós do setor aéreo, no momento político, e principalmente sindical em que o Brasil está atravessando é um marco histórico”, destaca Mara Meiry, dirigente do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), Secretária das Mulheres da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística (CNTTL)   e  coordenadora da atividade.

Em breve, o Portal FENTAC vai divulgar a programação completa do evento.

Comunicação do SINDIGRU/CUT

Jornalista Responsável: Viviane Barbosa Mtb-28121
Redatora: Vanessa Barboza Mtb-74572
Mídia Consulte: 55 + (11) –3136-0956 - 9+6948-7449
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br


Últimas Notícias

FENTAC manifesta preocupação com proposta do SNEA de alterar NR-16 que classifica operações de risco à vida

15/06/2018 - Destaque

As empresas apresentaram uma pesquisa do IPT que trata sobre as operações de risco de incêndio no abastecimento de aeronaves

Com inflação menor, defesa dos direitos sociais ganha peso em negociações

13/06/2018 - Linha Rápida

Dieese aponta ambiente desfavorável e de incertezas. No ano passado, 63% das campanhas pesquisadas tiveram aumento real de salário. Leve melhora, mas distante do período 2006-2014

Sindicato amplia horário de atendimento do Departamento Jurídico

08/06/2018 - Destaque

Os trabalhadores poderão agendar com a Dra Adriana, advogada do Sindicato, toda última segunda-feira do mês, na sala do Sindicato no Aeroporto de Guarulhos, das 18h às 21h

+

Convênios

Campanha Salarial

Fotos

Paralisação no GRU Airport contra demissão arbitrária de dirigentes do Sintaag

Vídeos

Facebook