Campanha Salarial: primeira rodada de negociação com as empresas aéreas termina sem proposta e calendário

A bancada patronal enviará a proposta de calendário de reuniões até a próxima segunda-feira (16)

Por: Vanessa Barboza, Redação Sindigru - Publicação: 10/10/2017
Foto: Vanessa Barboza/Mídia Consulte - Baixar Imagem

Dirigentes do Sindigru, da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (FENTAC), e da Federação Nacional dos Trabalhadores em Transportes (FNTTAA) participaram na segunda-feira (9) da primeira rodada de negociação da Campanha Salarial dos Aeronautas e Aeroviários 2017 com o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA). A reunião aconteceu no Ibirapuera Tower, em São Paulo.

Neste ano, a negociação da Campanha Salarial será em conjunto com a FNTTAA. A pauta de reivindicações das categorias foi entregue  há quase 15 dias e o SNEA disse na rodada  que ainda está avaliando "cuidadosamente todos os pontos". “Nosso desejo é que as negociações sejam encerradas antes da data-base das categorias, 1º de dezembro”,  pontuou o presidente do Sindicato patronal, Ronaldo Bento Trad.

Para o Sindigru e as Federações, o sentimento da primeira rodada é de frustração, pois a bancada patronal não apresentou nenhuma proposta, já que a pauta foi entregue, no dia 22 de setembro, e nem o calendário de negociação.

Calendário

Na reunião ficou definido que as rodadas de negociação deverão acontecer de  forma alternada, na FENTAC, na FNTTA e no SNEA.  A bancada patronal enviará a proposta de calendário de reuniões para as entidades até a próxima segunda-feira (16). Diante disso, a próxima rodada ainda não tem data definida.

Reivindicações

Neste ano, os  aeronautas e aeroviários reivindicam a reposição integral da inflação da data-base, 1º de dezembro,  e ganho real (produtividade) que totaliza 5% nos salários, pisos, diárias de alimentação (exceto internacionais), vale-alimentação,  seguro de vida e  no vale-refeição.

Entre as principais reivindicações  sociais dos aeroviários estão: garantia de creche ao pai aeroviário; garantia de emprego ou salário à empregada que sofrer aborto; falta abonada para o aeroviário atleta; pagamento do Auxílio Maquiagem para as aeroviárias; implementação de Campanhas contra assédio moral, sexual, homofobia e discriminação;auxílio acidente e subsídio de medicamentos em casos de acidente no trabalho.

Data-base

A data-base das categorias é 1º de dezembro e estarão em Campanha cerca de  70 mil  aeronautas e aeroviários da base da FENTAC.

 

 

 

Comunicação do SINDIGRU/CUT

Jornalista Responsável: Viviane Barbosa Mtb-28121
Redatora: Vanessa Barboza Mtb-74572
Mídia Consulte: 55 + (11) –3136-0956 - 9+6948-7449
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br


Últimas Notícias

FENTAC manifesta preocupação com proposta do SNEA de alterar NR-16 que classifica operações de risco à vida

15/06/2018 - Destaque

As empresas apresentaram uma pesquisa do IPT que trata sobre as operações de risco de incêndio no abastecimento de aeronaves

Com inflação menor, defesa dos direitos sociais ganha peso em negociações

13/06/2018 - Linha Rápida

Dieese aponta ambiente desfavorável e de incertezas. No ano passado, 63% das campanhas pesquisadas tiveram aumento real de salário. Leve melhora, mas distante do período 2006-2014

Sindicato amplia horário de atendimento do Departamento Jurídico

08/06/2018 - Destaque

Os trabalhadores poderão agendar com a Dra Adriana, advogada do Sindicato, toda última segunda-feira do mês, na sala do Sindicato no Aeroporto de Guarulhos, das 18h às 21h

+

Convênios

Campanha Salarial

Fotos

Paralisação no GRU Airport contra demissão arbitrária de dirigentes do Sintaag

Vídeos

Facebook