Sindigru e CUT-SP pressionam deputados no Aeroporto por votos a favor da denúncia contra Temer

Orisson e Assis participaram do protesto em Congonhas

Por: Rede Brasil Atual - Publicação: 01/08/2017
Dirigentes abordam deputados no Aeroporto de Congonhas em São Paulo - Baixar Imagem

Integrantes da CUT-SP e movimentos sociais que compõem a Frente Brasil Popular realizaram um protesto no aeroporto de Congonhas, na capital paulista, nesta terça-feira (1º), para pressionar o deputados que se dirigem a Brasília para que votem a favor da aceitação da denúncia contra o presidente Michel Temer. Em tom bem-humorado, eles também denunciaram o esforço do governo para "comprar" deputados com a liberação de emendas. 

Os dirigentes do Sindigru, Orisson Melo e José de Assis Pereira também participaram do movimento.

Desde as primeiras horas da manhã, os participantes do protesto abordavam os passageiros, com notas falsas de dinheiro na mão e uma mala simbolizando os R$ 500 mil reais da JBS recebidos por Rodrigo Rocha Loures, homem de confiança de Temer. Eles também ofereciam "deputados à venda" aos viajantes que passavam pelo aeroporto.

Para que o presidente seja investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), são necessários 342 votos a favor do prosseguimento da denúncia por corrupção passiva elaborada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), a partir das delações dos donos e executivos da JBS. Temer pretende barrar a denúncia em votação que deve ocorrer nesta quarta-feira (2) na Câmara dos Deputados.

"A gente quer que o Temer seja afastado, e não só ele, mas toda a equipe dele, para que a gente tenha eleições diretas", afirmou o secretário-geral da CUT-SP, João Cayres. Já o vice-presidente da entidade, Valdir Fernandes, o Tafarel, espera que os deputados tenham "sensibilidade" de votar a favor do prosseguimento da denúncia.

Segundo o senador Humberto Costa (PT-PE), que passou pelo saguão do aeroporto, a expectativa para a votação da denúncia contra Temer "não é positiva", já que o governo está voltado exclusivamente para barrar a denúncia.

Por outro lado, o parlamentar diz acreditar que o governo tem fôlego para barrar apenas essa primeira denúncia. "Da segunda em diante, só um suicida votaria para salvar Temer", afirmou o senador, em alusão a prováveis novas denúncias a serem apresentadas pela PGR contra o presidente.

Para o petroleiro Alexandre Castilho, que esteve presente no protesto no aeroporto de Congonhas, o atual governo "golpista" está promovendo "compra de votos descarada", por meio da liberação de emendas parlamentares, para se manter no poder e seguir implementando projetos que retiram direitos dos trabalhadores, em ação que ele classifica como "imoral". 

Ele afirmou que o protesto "incomodou" inúmeras pessoas que passavam pelo aeroporto a trabalho e são favoráveis à pauta de retirada de direitos do governo Temer, mas também recebeu o apoio de outra parcela significativa dos passageiros, que também emitiam palavras de ordem contra o atual presidente. 

Comunicação do SINDIGRU/CUT

Jornalista Responsável: Viviane Barbosa Mtb-28121
Redatora: Vanessa Barboza Mtb-74572
Mídia Consulte: 55 + (11) –3136-0956 - 9+6948-7449
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br


Últimas Notícias

FENTAC manifesta preocupação com proposta do SNEA de alterar NR-16 que classifica operações de risco à vida

15/06/2018 - Destaque

As empresas apresentaram uma pesquisa do IPT que trata sobre as operações de risco de incêndio no abastecimento de aeronaves

Com inflação menor, defesa dos direitos sociais ganha peso em negociações

13/06/2018 - Linha Rápida

Dieese aponta ambiente desfavorável e de incertezas. No ano passado, 63% das campanhas pesquisadas tiveram aumento real de salário. Leve melhora, mas distante do período 2006-2014

Sindicato amplia horário de atendimento do Departamento Jurídico

08/06/2018 - Destaque

Os trabalhadores poderão agendar com a Dra Adriana, advogada do Sindicato, toda última segunda-feira do mês, na sala do Sindicato no Aeroporto de Guarulhos, das 18h às 21h

+

Convênios

Campanha Salarial

Fotos

Paralisação no GRU Airport contra demissão arbitrária de dirigentes do Sintaag

Vídeos

Facebook