Campanha Salarial: Após mobilização, empresas apresentam proposta pra começar a negociar

FENTAC e SNEA continuam negociação, no dia 30 de novembro, em São Paulo. Estado de Greve e a Operação Trabalhe, sem Exploração serão intensificadas nos aeroportos

Por: Viviane Barbosa, da Redação Sindigru - Publicação: 24/11/2016

Passadas cinco rodadas de negociação da Campanha Salarial dos Aeroviários e Aeronautas da base da FENTAC/CUT, somente agora as empresas aéreas sinalizaram a predisposição de negociar.

Após a forte mobilização e reação dos aeroviários e aeronautas, que iniciaram “estado de greve” nos aeroportos, ação aprovada em assembleias, as empresas saíram da “zona de conforto” e deram o primeiro passo ao apresentarem uma nova contraproposta de reajuste  nos salários, nos pisos e nos demais benefícios econômicos em negociação com a FENTAC e os sindicatos filiados, nesta quinta-feira (24), na sede da entidade patronal, em São Paulo.

O Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (SNEA), que representa as companhias Latam, Gol, Azul, Avianca e demais empresas do setor de aviação no país, propôs o reajuste nos salários e pisos de 6,5% e nos demais benefícios econômicos  8%. 

Nesta proposta patronal para os aeronautas, seria aplicado um reajuste de 6,5% somente nas diárias nacionais, já as internacionais ficariam sem aumento. Para os aeroviários que recebem acima do teto de R$ 10 mil, seria  incorporado ao salário o valor fixo de R$ 650.

A proposta anterior das empresas que foi amplamente rejeitada em assembleias das categorias foi de 4% no salário e pisos e 5% nos demais benefícios.


Reajuste insuficiente 
Na avaliação da FENTAC/CUT e dos sindicatos filiados essa nova contraproposta do SNEA ainda está “aquém” do que as categorias reivindicam, porque está abaixo da inflação projetada da data-base, 1º de dezembro, calculada pelo INPC, que fechará até o fim deste mês. 

“Precisamos nos manter unidos e intensificar a nossa mobilização. Temos espaço para avançar em uma proposta salarial que atenda às categorias, e, principalmente, nas cláusulas sociais”, avalia o presidente da FENTAC, Sergio Dias.


Estado de greve mantido
Até a próxima rodada de negociação com as empresas, agendada no dia 30 de novembro, a orientação da FENTAC é que os trabalhadores na aviação civil sigam os encaminhamentos aprovados nas assembleias realizadas, nos dias 18 e 21 de novembro, que aprovaram o “estado de greve” e a “Operação, Trabalho sem Exploração”, nos turnos nos aeroportos. 

A Federação também recomenda que os trabalhadores estejam atentos aos comunicados e orientações dos Sindicatos dos Aeronautas e dos Aeroviários de Guarulhos, Porto Alegre, Recife e o Nacional de Aeroviários.

Assembleia Geral no dia 1º de dezembro

Os Sindicatos dos Aeroviários e Aeronautas realizarão assembleia geral nas suas bases no dia 1º de dezembro, que fará uma avaliação dos rumos da Campanha Salarial. A Federação reforça que é importante que todos os trabalhadores compareçam e participem. 

Comunicação do SINDIGRU/CUT

Jornalista Responsável: Viviane Barbosa Mtb-28121
Redatora: Vanessa Barboza Mtb-74572
Mídia Consulte: 55 + (11) –3136-0956 - 9+6948-7449
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br


Últimas Notícias

Ministério Público do Trabalho defende fortalecimento dos Sindicatos

10/07/2018 - Destaque

Confira vídeo divulgado pelo órgão! #VemProSindigru

Escola DIEESE prorroga inscrições para pós-graduação em Sindicalismo e Trabalho

06/07/2018 - Linha Rápida

Inscreva-se até 27 de julho

Plantão jurídico

05/07/2018 - Destaque

#1ºCopaDosAeroviários

03/07/2018 - Destaque

Confira a Tabela dos jogos

+

Convênios

Campanha Salarial

Fotos

Paralisação no GRU Airport contra demissão arbitrária de dirigentes do Sintaag

Vídeos

Facebook